1 de jul de 2009

Isso não é uma língua é uma arma

2 comentários:

Sandra Helena disse...

Que lingua terrivelmente absurda!

rikrdin disse...

caraca!!!